SEIVA TRUPE teatro vivo

Últimas Notícias

 

 

Para receber informações sobre os nossos espetáculos, envie um e-mail para teatro@seivatrupe.pt / marta.tavares@seivatrupe.pt
Mais informações na nossa página de facebook:

https://www.facebook.com/SeivaTrupe.TeatroVivo/?fref=ts

*************************************************************

 

 

Setembro é sempre um mês de renovação, novos começos e desafios! O primeiro dia de aulas, a entrada na tão desejada faculdade, a mudança e as intenções para fazer algo de bom... e o início de uma Companhia de Teatro! Foi assim há 44 anos, quando um grupo de jovens actores profissionais resolveu pôr em prática uma ideia que já há vários anos vinha a germinar no pensamento de cada um deles - criar uma Companhia de Teatro - um projecto cultural que levasse aos públicos o teatro e a cultura pautados pela liberdade, rigor e inteligência artística. Nasce a Seiva Trupe a 11 de Setembro! Desde então o seu percurso é marcado pela apresentação de espectáculos, com intervenientes de renome nacional e internacional, com assinalável êxito pelo país e mundo! A par a realização de várias actividades paralelas, ministração de cursos pela Escola Artística da Seiva Trupe e a fundação de vários organismos tais como o Festival Internacional de Expressão Ibérica e da AMAR - Associação Mutualista dos Artistas - Casa do Artista/Norte. Dos prémios recebidos destaca-se a condecoração recebida em 2010, pela Presidência da República, com o Grau de Membro Honorário da Ordem do Mérito.
Muito mais haveria a contar... quer a nível do percurso profissional, quer dos episódios lúdicos vividos pelos seus membros, mas seria demasiado extenso... Esperamos que continue a seguir-nos e a presentear-nos com as habituais mensagens de congratulação que para nós são motivação para continuarmos a crescer!

 

 

HIPOTNOZES,

                                        de Margarida Fonseca Santos

 

 

Outubro e Novembro/2017

 

O espectáculo HIPOTNOZES, de Margarida Fonseca Santos, inserido no Ciclo das Matemáticas, destinado a alunos do 3.º cilco e secundário, vai ser apresentado no próximo mês de Outubro.
Nesta peça de teatro vamos encontrar as nossas personagens na adolescência. Já não se trata apenas de um jogo matemático, há outros jogos envolvidos... Mas o Cálculo Mental não se quer distrair - o seu objectivo é conseguir sair daquele espaço, sobretudo por não saber como lidar com as duas amigas!
Fazendo recurso não só da matemática como da física, esta peça é sobretudo um pequeno policial, onde a Matemática nos aparece atractiva, charmosa, enfim, apetecível!...

O espectáculo estará em cena de 9 de Outubro a 17 de Novembro, com duas representações diárias, de segunda a sexta-feira (10H30 e 15H00), no Estúdio 400 - Porto

Os preços serão simbólicos! Contacte-nos para conhecer as condições especiais que temos para a comunidade escolar através dos n.º 223 252 430 / 912 415 260/ 919 500 163 / 918 338 428 ou por e-mail - teatro@seivatrupe.pt - marta.tavares@seivatrupe.pt

 

Ficha Artística
Autor| Margarida Fonseca Santos
Encenação| Roberto Merino
Assistente de Encenação| Daniel Pinheiro
Interpretação| Pedro Dias, Rita Reis e Teresa Vieira
Desenho de Luz| Júlio Filipe

Animação Gráfica | Beatriz Vigário Castro

Fotografia| António Alves
...

(M/12)

 

***

 

 October and November / 2017


The show HIPOTNOZES, by Margarida Fonseca Santos, inserted in the Cycle of Mathematics, destined to students of the 3rd cycle and secondary, will be presented next October.
In this play we will find our characters in their teens. It is no longer just a mathematical game, there are other games involved ... But Cálculo Mental does not want to be distracted - his goal is to get out of that space, especially because he does not know how to deal with both friends!
Making use not only of mathematics but also of physics, this play is above all a small detective tail, where Mathematics appears to us attractive, charming, at last, appealing! ...

The show will be on stage from 9 October to 17 November, with two daily performances, from Monday to Friday (10:30 a.m. and 3:00 p.m.), in Studio 400 - Porto

The prices will be symbolic! Contact us to know the special conditions we have for the school community through no. 223 252 430/912 415 260/919 500 163/918 338 428 or by e-mail - teatro@seivatrupe.pt - marta.tavares @ seivatrupe.com

Cast and Crew
Author | Margarida Fonseca Santos

Direction | Roberto Merino
Staging Assistant| Daniel Pinheiro
Cast | Pedro Dias, Rita Reis and Teresa Vieira
Lighting Design | Júlio Filipe
Graphic animation| Beatriz Vigário Castro
Photo| António Alves

...

(M / 12)

O SENHOR IBRAHIM E AS FLORES DO ALCORÃO,

de Eric-Emmanuel Schmitt

                          versão cénica e direcção de Júlio Cardoso

                                      interpretação de Fernando Soares e Miguel Batista

 

 

 

Após o término da carreira do espectáculo na cidade do Porto, o espectáculo seguiu para Gondomar, Maia, Vale de Cambra, Póvoa de Varzim, Valongo, entre outras... Entretanto, novas datas e locais serão anunciados.


                                        ***


After the end of the career of the show in the city of Oporto, the play was presented in Gondomar, Maia, Vale de Cambra, Póvoa de Varzim, Valongo, among others... Soon, will anounce new dates and locations.

O Senhor Ibrahim e as flores do Alcorão,

                                      de Eric-Emmanuel Schmitt

 

 CASA DAS ARTES | PORTO
Junho e Julho/2017

 

 

E ontem dia 23 de Julho, terminou a carreira do espectáculo “O SENHOR IBRAHIM E AS FLORES DO ALCORÃO”, na Casa das Artes do Porto.
Sem dúvida, um grande êxito com muitas mensagens dos nossos espectadores a confirmarem isso mesmo!

 

***

 

And yesterday, July 23rd, we finished the career of the "O SENHOR  IBRAHIM E AS FLORES DO ALCORÃO", at Casa das Artes | Porto.
Undoubtedly, a great success with many messages from our viewers to confirm this!

 

 

Numa linguagem simples mas profundamente filosófica e humanista, desaguando numa emocionante história condimentada com humor, despertando salutares gargalhadas, Eric-Emmanuel Schmitt, filósofo e dramaturgo, um dos mais prolíficos e premiados escritores do nosso tempo, narra um caso de um jovem judeu e de um velho merceeiro árabe.
O jovem vive só com o pai. O Senhor Ibrahim, o merceeiro árabe, é acolhedor e simpático. Juntos vivem uma série de aventuras e edificam uma amizade que ultrapassa todas as fonteiras. Uma obra de sabedorias, de tolerância, bondade e fraternidade, que de certeza será recordada por muito tempo.

 
"Aquilo que dás é teu para sempre;
O que guardas, perde-se para sempre."

 


 

In a simple but profoundly philosophical and humanistic language, flowing into an emotional story spiced with humor, arousing salutary laughter, Eric-Emmanuel Schmitt, a philosopher and playwright, one of the most prolific and award-winning writers of our time, recounts a case of a young Jewish and an old Arab grocer
The young Jewish lives alone with his father. Mr. Ibrahim, the Arabian grocer, is warm and friendly. Together they will live a series of adventures and build a friendship that surpasses all the fountains. A work of wisdom, tolerance, kindness and fraternity, which will surely be remembered for a long time.

 

"What you give is yours forever;
What you keep, is lost forever. "

 


Ficha Artística | Cast and Crew

autor | author  Eric-Emmanuel Schmitt
cenografia | scenography José Carlos Barros
versão cénica e encenação | scenic version and directed by Júlio Cardoso
assistente de encenação | staging assistant  Rita Reis
elenco | cast  Fernando Soares e Miguel Batista
desenho de luz | light design Júlio Filipe

fotografia | photo António Alves
(m/12)

 

Reservas e informações - teatro@seivatrupe.pt | marta.tavares@seivatrupe.pt | 223 252 430 | 912 415 260
Ticketline: Ligue 1820(24 horas) | A partir do Estrangeiro ligue +351 21 794 14 00
LOCAIS DE VENDA: https://ticketline.sapo.pt/…/o-senhor-ibrahim-e-as-flores-d…, Fnac, Worten, El Corte Inglés , C. C. Dolce Vita, Ag. Abreu, Shopping Cidade do Porto, Lojas NOTE e SuperCor – Supermercados

AS CRIADAS”, de Jean Genet
"The Maids", by Jean Genet


co-produção Companhia de Teatro de Braga e Seiva Trupe

 

Portugal e Espanha

Portugal and Spain

O espectáculo já esteve em exibição nas cidades de Braga, Porto, Évora, Cáceres e Badajoz, Almada, Faro e Sevilha. Em Novembro, integrado na programação do Festival de Teatro de Viana, que decorre de 10 a 18 de Novembro, teremos mais uma apresentação, no Teatro Municipal Sá de Miranda.

***

The show was already in exhibition in the cities of Braga, Porto, Évora, Cáceres, Badajoz, Almada, Faro e Sevilha. In November, integrated in the program of the Festival de Teatro de Viana, which runs in November - 10th to 18th, we will have another presentation, at Teatro Municipal Sá de Miranda.



 

"O que precisamos é de ódio. Dele nascerão as nossas ideias." 
What we need is hate. From it will born our ideas - Jean Genet

 

 

Na importante obra de Jean Genet, com direcção de Rui Madeira, "As Criadas", discute-se a existência e a natureza do mal. A perversidade natural, essa força primitiva e irresistível que faz que estas criadas sejam ao mesmo tempo homicidas e suicidas, criminosas e carrascos - os limites do impossível quanto aos comportamentos humanos na solidão.

“Estou-me nas tintas. Quis fazer peças de teatro. Cristalizar uma emoção teatral e dramática. Se as minhas peças servirem os negros, não me importa. De resto, não acredito nisso. Acho que a acção, a luta directa contra o colonialismo faz mais pelos negros que uma peça de teatro. E também acho que o sindicato do pessoal doméstico faz mais pelas criadas que uma peça de teatro. Procurei fazer ouvir uma voz profunda que os negros e as demais criaturas não conseguiram fazer ouvir. Um crítico disse que “ as criadas não falam assim”. Falam assim. Mas só comigo e à meia-noite. Se me disserem que os negros não falam assim, responderei que ouviremos mais ou menos aquilo se encostarmos o ouvido ao seu coração. Temos de saber ouvir o que não está formulado.”  - Jean Genet

***

In this important work of Jean Genet, directed by Rui Madeira, "The Maids", the existence and the nature of evil is discussed. Natural perversity, this primitive and irresistible force that makes these maids both homicidal and suicidal, criminals and executioners - the limits of the impossible in relation to the human behavior in solitude.

“I couldn’t care less. I wanted to do theater plays. Crystallize a theatrical emotion and dramatic. If my plays serve the blacks, I don’t care. In fact, I don’t believe in it. I think that an action, a direct struggle against colonialism does more for blacks than a theater play. I also think that the domestic workers’ union does more for the maids than a theater play. I sought to make listen a deep voice that the blacks and other creatures couldn’t manage to be heard. A critic said that “the maids don’t talk like that”. They do talk like that. But only with me and at midnight. If I am told that black people do not talk like that, I will answer that we will hear something like that if we lean our ear to their heart. We have to know how what’s not formulated."


FICHA ARTÍSTICA | CAST AND CREW


autor | author: Jean Genet
tradução | translation Eduardo Tolentino e Rui Madeira
cenografia | scenography Acácio de Carvalho
dramaturgia e encenação | dramaturgy and directed by Rui Madeira
assistente de encenação | staging assistant: Eduarda Filipa
elenco | cast: Mariana Reis, Sílvia Brito, Solange Sá
figurinos | costumes: Manuela Bronze
desenho de luz | light design: Nilton Teixeira
(M/14)

XI Prémio Seiva

 


Bienalmente, a Seiva Trupe promove a entrega do Prémio Seiva para distinguir as individualidades que, através das suas obras ou das suas atividades mais tenham contribuído para o progresso, dignificação e prestígio das Artes, das Letras e das Ciências da cidade do Porto.
Assim este ano o Júri, constituído pelo Pintor Armando Alves, pela Profª. Doutora Maria de Sousa e pela Profª. Doutora Maria João Reynaud, reuniu no passado dia 18 deste mês no IPATIMUP – Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto e, depois de uma análise e debate intensos sobre os muitos nomes propostos na mesa, deliberou laurear o Pintor Jorge Pinheiro, nas Artes – a Profª. Doutora Fátima Carneiro, nas Ciências – e o Prof. Doutor Arnaldo Saraiva, nas Letras.
De acordo com o Regulamento e porque o crivo é muito exigente, uma Comissão constituída por Jornalistas que, nesta XIª edição do Prémio Seiva era constituída por Adriano Miranda (Sindicato dos Jornalistas), Amílcar Correia (Jornal Público), Sérgio Almeida (Jornal de Notícias) e Tiago Dias (Agência Lusa), na reunião realizada a 1 de Junho, deliberou ratificar a atribuição do Prémio aos laureados acima indicados.
Recorde-se para o efeito que o Prémio é constituído por uma escultura criada propositadamente, há um quarto de século, pelo Mestre Escultor José Rodrigues.
Conduzida pelo jornalista Tiago Alves, a cerimónia pública da entrega dos prémios, teve lugar no dia 20 de Junho, na Casa das Artes do Porto. Esta cerimónia contou com a presença de, naturalmente todos os laureados, bem como com individualidades que fizeram a entrega dos respetivos Prémios nas diferentes áreas contempladas.
Assim, o Prémio ao pintor Jorge Pinheiro, laureado na categoria Artes, foi entregue pelo pintor Armando Alves;
Na categoria Ciências foi o Prof. Doutor Manuel Sobrinho Simões que entregou o Prémio à Profª. Doutora Fátima Carneiro;
E finalmente, nas Letras, o laureado Prof. Doutor Arnaldo Saraiva recebeu o Prémio das mãos do Prof. Doutor Francisco Ribeiro da Silva. De referir que o pintor Armando Alves e o Prof. Doutor Manuel Sobrinho Simões já foram laureados com o Prémio Seiva em edições anteriores.


Every two years, Seiva Trupe promotes the award called “Prémio Seiva” to distinguish individuals who, through their works or their activities, have contributed to the progress, dignity and prestige of the Arts, Literature and Sciences of the city of Oporto.
So this year the Jury, constituted by the Painter Armando Alves, Profª. Maria de Sousa and Profª. Maria João Reynaud, met on the 18th of May at the IPATIMUP - Institute of Pathology and Molecular Immunology of the University of Porto and, after an intense analysis and debate on the many names proposed, deliberated to deliver the award to the Painter Jorge Pinheiro, in the Arts – Prof.ª Fátima Carneiro, in the Sciences - and Prof. Arnaldo Saraiva, in the Literature.
According to the Regulation, a commission composed of journalists that, in this XI edition of the “Prémio Seiva” was constituted by Adriano Miranda (Sindicato dos Jornalistas), Amílcar Correia (Jornal Público), Sérgio Almeida (Jornal de Notícias ) And Tiago Dias (Agência Lusa), at the meeting held on 1 June, decided to ratify the award of the Prize to the above-mentioned laureates.
The Prize is a creation of Mestre José Rodrigues
Conducted by the journalist Tiago Alves, the public ceremony took place on June 20th at the Casa das Artes do Porto. This ceremony was attended by, of course, all the laureates, as well as with individuals who made the delivery of the respective Prizes in the different areas contemplated.
Thus, the Prize to the painter Jorge Pinheiro, laureate in the Arts category, was delivered by the painter Armando Alves;
In the Sciences category was Prof. Doctor Manuel Sobrinho Simões who presented the Prize to Profª. Doctor Fátima Carneiro;
And finally, in Literature, the laureate Prof. Doctor Arnaldo Saraiva received the Prize from the hands of Prof. Doctor Francisco Ribeiro da Silva. It should be noted that the painter Armando Alves and Prof. Doctor Manuel Sobrinho Simões have already been awarded bySeiva Prize in previous editions.

Pequeno Trabalho Para Velho Palhaço, de Matéi Visniec

c/ direcção de Roberto Merino

- em itinerância -

***

Litle Job for Old Clown", by Matéi Visniec

directed by Roberto Merino

- travelling through the country -

 

 
           
                                             Foto - António Alves

 

O espectáculo, já em cena nos meses de Dezembro/2016 e Janeiro/2017, na Casa das Artes do Porto, viajou por várias localidades do país, obtendo grande sucesso - Um casting por 3 palhaços que rivalizam por um pequeno trabalho - na espera vão revisitando fragmentos das suas vidas, tentando mostrar uns aos outros que ainda têm tanto ou mais talento que nos seus tempos dourados.
Momentos dramáticos e humorísticos numa realidade absolutamente patética.

 ***

The show, already in scene in the months of December/2016 and January/2017, at Casa das Artes of Porto, travelled through various localities of the country achieving a huge success!  - A casting where 3 clowns "fight" to win a litle job - in the wait they revisit fragments of their lives, trying to show each other that they still have as much or more talent than in their golden times.
Dramatic and humorous moments in an pathetic reality.

PEQUENO TRABALHO PARA VELHO PALHAÇO,

                                         de Matéi Visniec

 

Em breve noutras localidades! 

Dezembro/2016 e Janeiro/2017
Casa das Artes | Porto

 

.
                                                    - fotografias| António Alves




 

A temática do velho artista sem trabalho, da competição feroz entre as pessoas, numa parábola sobre a sociedade em que vivemos, que nos transporta para uma representação de dimensão poética, onde à ternura do clown se mistura a amargura da sua própria vivência…
A história de três palhaços que esperam ser recebidos para um “casting” a fim de poderem ser admitidos para pequenos trabalhos numa companhia, e durante todo esse tempo vão trocando impressões sobre a tal entrevista e que tipo de números terão de apresentar. É neste sentido que cada um vai recordando factos e trabalhos, com a permanente preocupação de mostrarem que ainda têm tanto ou mais talento que naqueles tempos dourados. Neste espaço de espera vão emergindo episódios dramáticos e humorísticos numa realidade absolutamente patética.

 

Ficha Artística

Autor | Matéi Visniec
Tradução | Regina Guimarães

Desenho de Luz | Júlio Filipe
Figurinos| Luísa Pinto
Direcção | Roberto Merino
Assistente de Encenação e Director de Cena | Teresa Vieira
Elenco | Fernando Soares, José Cruz, Mário Moutinho, Luís Ribeiro e Manuel Ribeiro

(M/12)

MOMENTOS DA SEIVA TRUPE | 2016

 

A entrada no novo ano representa, sempre, uma reflexão sobre os momentos vividos e a promessa de novas e revigoradas resoluções. Assim, deixamos aqui alguns momentos da Seiva Trupe no ano transacto, e de acordo com a respectiva ordem das fotos:

 

  • A Coleira de Bóris, de Sérgio Roveri, c/ direcção de Júlio Cardoso e nos protagonistas Rui Spranger e Pedro Dias - Cenografia de José Carlos Barros - Fotografia de António Alves
  • Espectros, de Henrik Ibsen, com direcção de João Mota e interpretação de António Reis, Catarina Campos Costa, Custódia Gallego, Júlio Cardoso e Ricardo Ribeiro. - Foto João Tuna - Co-produção Teatro Nacional São João / Seiva Trupe (2 fotos)
  • A ESAP – Escola Superior Artística do Porto apresentou em estreia, no MOSTEIRO DE SÃO BENTO DA VITÓRIA /TNSJ, o espectáculo A ÚLTIMA LIÇÃO, a partir da obra "A Lição", de Eugène Ionesco, representado pelos finalistas da Licenciatura em Teatro. No seguimento foi promovida uma cerimónia de agradecimento à SEIVA TRUPE pelo apoio prestado a alguns alunos que participaram profissionalmente nas n/ produções.
  • A Câmara Municipal de Penafiel, aproveitando a ocasião do 1.º Festival de Teatro "Sentir Penafiel" homenageou o actor e encenador Júlio Cardoso. Na foto a entrega do respectivo prémio.
  • Inauguração do Monumento aos Passos Manuel e Passos José
    - Câmara Municipal de Matosinhos

    Teatralização "OS PASSOS DOS PASSOS", com coordenação artística de Júlio Cardoso
  • As Criadas, de Jean Genet, c/ direcção de Rui Madeira - Cenografia de Acácio Carvalho; Figurinos de Manuela Bronze e Interpretação de Sílvia Brito, Solange Sá e Mariana Reis, numa co-produção com a Companhia de Teatro de Braga / Seiva Trupe - Foto: Paulo Nogueira.
  • Pequeno Trabalho Para Velho Palhaço, de Matéi Visniec, c/ direcção de Roberto Merino
    Nos protagonistas Fernando Soares, José Cruz, Mário Moutinho e outros

    Foto António Alves

ESPECTROS,

                              de Henrik Ibsen

 

Maio|2016

Dezasseis anos depois, os caminhos da Seiva Trupe voltam a cruzar-se com o TNSJ, com a produção da peça de teatro “Espectros”, de uma das principais figuras da dramaturgia universal – Henrik Ibsen, levada à cena no mês de Maio.


 


                                         
                                                                                                                                                                    Fotografia: João Tuna

 

Espetáculo que retrata um mal-estar civilizacional,  um divórcio consumado entre exigência moral e impulso vital, a liberdade caótica e a ordem repressiva. No centro desta “história de família, cinzenta e sombria como um dia de chuva”, assim a descreveu o dramaturgo norueguês, vamos encontrar a extraordinária Helene Alving. Partirá dela a declaração de guerra aos fantasmas do passado, conjunto atávico de “atitudes antiquadas e crenças mortas” que envenenam o presente e hipotecam as possibilidades de futuro.


Autor | Henrik Ibsen
Tradução | Susana Janic
Encenação e cenografia | João Mota
Figurinos | Cláudia Ribeiro
Desenho de luz | Júlio Filipe
Desenho de som | José Prata
Vídeo | Fernando Costa
Assistência de encenação | Rita Reis
Interpretação | António Reis, Catarina Campos Costa, Custódia Gallego, Júlio Cardoso, Ricardo Ribeiro

Coprodução | Seiva Trupe, TNSJ

M/16

A COLEIRA DE BÓRIS

de Sérgio Roveri

 

Março|2016

 


                                                                        Foto| António Alves
                                            

A poesia da esperança e dos sonhos em contrapartida com a desilusão e desistência.

E assim aconteceu mais uma série de representações do espectáculo A COLEIRA DE BÓRIS, de Sérgio Roveri. - Uma obra inspirada na história de uma mulher que se viu forçada a regressar ao seu país natal, sem nunca desistir de tentar viver uma outra vida no estrangeiro Sérgio Roveri escreveu esta obra onde assiste-se à poesia da esperança e dos sonhos contrastando com a desilusão e o desespero -

Ficha Artística
Autor | Sérgio Roveri
Cenografia | José Carlos Barros
Desenho de Luz | Júlio Filipe
Assistente de Encenação e Direção de Cena | Daniel Pinheiro
Encenação | Júlio Cardoso
Interpretação | Rui Spranger e Pedro Dias

Episódios de um percurso

SEIVA TRUPE - 25 Anos de Seiva e Fruto

 

Memórias e episódios de 25 anos (1973 - 1998) de existência da Seiva Trupe

(clique na imagem para leitura do livro)

 

 

JÚLIO CARDOSO NO PALCO DA VIDA

50 ANOS DE TEATRO

 

Clique sobre a imagem para fazer download do livro e descobrir como se passam 50 anos em cima de um palco, lutando para a dignificação e desenvolvimento da cultura portuguesa.

 

 

ELOS - Liga de Amigos da Seiva 

PROPOSTA

Os Elos - Liga de Amigos da Seiva, nasceu de um vivo interesse comum: o gosto pelo Teatro, pelas informações sobre as actividades paralelas da Seiva e pelos benefícios de vária ordem que os Elos poderão fruir. Hoje, preocupamo-nos profundamente com todos estes objectivos e daí a reestruturação que este sector tem vindo a receber.
De entre as várias regalias que os Elos já têm, será de destacar as imensas vantagens no sector da saúde em várias clínicas do Grande Porto em muitas valências da Medicina e a preços verdadeiramente simbólicos que se
repercutem na clínica geral e em várias especialidades.

E AINDA ...


O CINE-TEATRO DO CAMPO ALEGRE É O LOCAL PARA OS CINÉFILOS MAIS EXIGENTES.
Se gosta de bons filmes, todos os dias às 18H30 e 22H00, poderá ver Bom Cinema ao módico preço  4,50€ 

– Só terá de apresentar o CARTÃO ELO.

É muito simples pertencer aos Elos – Liga de Amigos da Seiva. É gratuito!!! Parece impossível, mas é verdade. E as regalias! Informe-se e verá. Experimente clicar em: PROPOSTA e lá terá um impresso à sua disposição. E pronto. Só a preencherá e fará chegar ao Departamento dos Elos da Seiva Trupe como, por exemplo, através de :
Pelo correio para : Elos/ Seiva Trupe
                           Teatro do Campo Alegre
                           Rua das Estrelas, s/n
                           4150 – 762 Porto
Por e-mail: teatro@seivatrupe.pt


Verá que esta
RODA DE AMIGOS dará mais sentido à vida.
Como vê é tão simples como isto. Porque…

                                                                            Seiva Trupe …é claro!

PRÉMIO SEIVA

 

O Prémio Seiva, um dos mais representativos Prémios da cidade do Porto e que tem por finalidade distinguir as individualidades que, através das suas obras ou das suas actividades mais tenham contribuído para o progresso, dignificação e prestígio das Artes, das Letras e das Ciências do Porto, foi atribuído em Novembro de 2012 pela 10ª vez.
O Júri, constituído por individualidades de reconhecido mérito, nomeia a personalidade ou personalidades a premiar nesse ano sendo a decisão tomada por maioria absoluta dos seus membros. A decisão do Júri será levada ao conhecimento de uma Comissão de Ratificação, composta por profissionais da Imprensa, que apreciará o ou os nomes nomeados pelo Júri, a fim de chegar a um consenso ou por maioria para os ratificar.
O Prémio Seiva é de atribuição bienal e, até à data foram galardoados com este já muito representativo Prémio as seguintes individualidades: Agustina Bessa Luís – Alberto Amaral (Prémio Prestígio) – Álvaro Siza Vieira – António Coimbra – António Rebordão Navarro – Armando Alves – Armando Castro – Corino de Andrade – Egipto Gonçalves – Eugénio de Andrade – Fernando Lanhas – Fernando Guimarães - Fernando Pernes - Helder Pacheco - Ilse Losa – João Machado - José Albuquerque Mendes – José Rodrigues – Júlio Resende – Manuel Sobrinho Simões – Manoel de Oliveira – Manuel António Pina – Manuel Teixeira da Silva – Maria de Sousa - Maria João Mascarenhas Saraiva – Mário Barbosa – Mário Cláudio – Nuno Grande – Nuno Santos - Óscar Lopes e Pedro Burmester.

MEMBRO HONORÁRIO DA ORDEM DE MÉRITO

 

Por ocasião do Dia Mundial do Teatro de 2010, o Presidente da República homenageou os profissionais do teatro, condecorando entre outros, a Companhia de Teatro SEIVA TRUPE, atribuindo -lhe o Grau de Membro Honorário da Ordem de Mérito.

 

 

 

 

 OUTRAS NOTÍCIAS

CTB – Companhia de Teatro de Braga
CTB – Companhia de Teatro de Braga
Av. da Liberdade, 697
4710-251 Braga
T. 253 217 167
F. 253 612 174
www.ctb.pt
ctb@mail.telepac.pt

 

A Escola da Noite – Grupo de Teatro de Coimbra
A Escola da Noite – Grupo de Teatro de Coimbra
Teatro da Cerca de São Bernardo
Cerca de São Bernardo
3000-221 Coimbra
tel. +351.239.718 238
fax +351.239.703 761
http://www.aescoladanoite.pt

 

CENTRO DRAMÁTICO DE VIANA

 

 

 

 

 

 Estrutura Financiada

Bravo! Bravo!

VIVER É PRECISO
- com o Teatro acontece vida! -

... e todavia, eis tudo!

The End